Archive for Fevereiro 2011

Outro Agradecimento



                                                                                   

mais carne, menos máscara


"É com prazer que vos vejo (...) tão enamorados uns pelos outros."

R.M. in "Um agradecimento" 


É com prazer que me enamoro de ti!




Mais Gareth McConnell

Quando há tempos postei uns trabalhos deste fotógrafo irlandês, fiquei com alguma pena ao descobrir que o seu site, que em tempos estava online e bastante actualizado e com imensas fotos, já não funcionava.

Hoje acordei com vontade de "arrumar a casa" (entenda-se o disco-duro) e descobri que quando andava em pesquisas para um trabalho de um workshop de fotografia (que está novamente a decorrer), guardei uma série de fotos deste senhor. 

Fazendo uma nova visita ao site descobri que está outra vez "alive and kicking". É altamente recomendável!

Aqui fica o aperitivo.












                                                                                                                     


i like apple pie on saturday night


- 1 massa folhada de compra
- 1/2 litro leite
- 100 g. açúcar
- 40 g. maizena
- 2 ovos
- 2 gemas
- maçã q.b Golden ou outra a gosto
- canela
Colocar a massa folhada numa tarteira e furar com um garfo. Levar o leite ao lume, reservando um pouquinho. Num recipiente bater os ovos e as gemas com o açúcar, juntar a maizena e finalmente o leite que reservou. Quando o restante leite estiver quente, juntar esta mistura mexer bem e levar novamente ao lume até engrossar. Deitar o creme na tarteira, cobrir com a maçã cortada ao gomos finos polvilhar com canela.Vai ao forno até ficar lourinha.

(eu acrescento amêndoa)

Copiado aqui!

Um Filme Mais


Os filmes são como as pessoas. Há uns que prometem muito logo desde o início e depois ficam aquém das expectativas. E outros que começam devagar, levando-nos até a soltar um suspiro de aborrecimento pelo meio, e que se vão intensificando até se entranharem em nós. E duas horas depois continuam a mexer connosco… e no dia a seguir continuam agarrados aos nossos pensamentos. É o caso de “Um Ano Mais”, o último de Mike Leigh. 

 O filme anda à volta de um casal de meia-idade, Tom e Gerri, que tem uma vida normal e pacata, a quem nada de extraordinário acontece. Não são demasiado bonitos, nem demasiado ricos, nem há nada neles que se destaque particularmente, a não ser algumas personagens “disfuncionais” que gravitam à sua volta. E essa aparente normalidade do casal, quase se torna uma lupa de aumento para a disfuncionalidade dos que os rodeiam.

Este filme vive das ricas personagens e dos diálogos profundos. E fala de solidão, de escolhas, de fim ( da vida) do passar do tempo... O mais provável é sairmos da sala do cinema desesperançados e com um vazio no estômago, mas depois de ruminar um pouco a história facilmente podemos perceber que aqui , tal como na vida real, há dois tipos de pessoas: as que vivem de amarguras do passado (ou presente), trazendo-as agarradas a si a todos os momentos, e as que vivem cada dia tentando ser melhor pessoas, fazendo um esforço para serem felizes e de preferência com um sorriso nos lábios. Quer estejam sozinhas ou acompanhadas!

Cada uma das personagens de "Um Ano Mais" existe nas nossas vidas, com outros nomes e outras caras. Mas também somos cada uma delas.

Estava à espera de um murro no estômago, em vez disso vim do cinema com uma ferida pequena, que está a crescer. Espero que não acabe em gangrena.


Now I'm letting silence do the talking
 Now I'm letting silence do the walking

Jamie Lidell, in Another Day

Another Day

3 foi a conta que dEUS fez

3 amigos com 3 blogues novos:

- O rolo encravado
- O ouvido afinado
- O único sapato que, às vezes, me serve



a praia é sempre mais bonita às segundas. mesmo em agosto.
ontem vi duas pessoas serem engolidas pelo sol. não fiz nada para as ajudar.



resolução de ano novo #14 -  evitar borboletas.  tentar cumprir pelo menos uma das 14 resoluções anteriores.